Psicoterapia para Crianças

psicoterapia-para-criancas

Muitos adultos têm dúvidas sobre a necessidade de buscar psicoterapia para seu filho (psicologia infantil). Embora as crianças manifestem em geral comportamentos que indicam quando algo não está bem, a grande maioria dos pais reluta em procurar ajuda. Os pais tendem a pensar que a criança esta passando apenas por uma fase, que será superada sozinha. Ou se sentirem culpados, receosos de que a terapia possa apontar que eles têm alguma responsabilidade pelo sofrimento de seus filhos. Realmente não é fácil julgar o momento apropriado para levar uma criança à psicoterapia. Muitos adolescentes iniciam um acompanhamento com psicólogo por vontade própria. E algumas crianças podem pedir ocasionalmente para ver alguém. No entanto, é a escola que costuma ser a primeira a notar mudanças de comportamento e solicitar um encaminhamento para psicólogo infantil. Os primeiros sinais de problemas incluem a hiperatividade, a dificuldade de concentração, a agressividade, o comportamento inadequado, a dificuldade em brincar com outras crianças e ansiedade da separação e social. Estes comportamentos podem comprometer o desempenho escolar da criança e sua vida familiar. Certamente, nem todos os conflitos da criança merecem acompanhamento da psicologia infantil, mas se seu filho parece precisar de ajuda, você deve consultar um profissional da psicologia. O psicólogo infantil poderá determinar se as dificuldades apresentadas por ele necessitam ou não de uma intervenção. Em alguns casos, o problema pode ser superado apenas com uma orientação aos pais e professores. Ou com uma breve psicoterapia. Solicite ao pediatra ou à professora de seu filho a indicação de um psicólogo infantil. COMO É REALIZADA A PSICOTERAPIA INFANTIL? Durante a psicoterapia, o psicólogo utiliza recursos lúdicos para compreender os sentimentos, angústias e fantasias que a criança expressa através das brincadeiras. Antes do início da psicoterapia, o psicólogo realiza entrevistas iniciais com os pais para reunir informações sobre a história da criança e da família. Após esse contato inicial, o psicólogo tem maiores condições de avaliar o número de sessões semanais (que varia de uma a quatro) necessárias com a criança bem como a trama familiar que pode estar envolvida nos sintomas expressos por ela. Iniciado o trabalho com a criança, as sessões ocorrem nos dias e horários estipulados, com duração de cinquenta minutos cada. Além disso, ao longo da terapia infantil, são realizados encontros periódicos com os pais.

QUAIS OS PRINCIPAIS MOTIVOS DA PROCURA PELA TERAPIA PARA CRIANÇAS (PSICOLOGIA INFANTIL)?
São vários os motivos que levam os pais a buscarem atendimento psicológico para seus filhos. Dentre os sintomas e queixas mais comuns (expressas pelos pais) podemos listar:
1- Dificuldades de aprendizagem
2- Enurese ou ecoprese diurna ou noturna
3- Pesadelos, dificuldades para dormir.
4- Distúrbios alimentares, dentre outros.
5- Agressividade em casa e na escola.
6- Hiperatividade, atrasos no desenvolvimento motor (atrasos para falar, andar, entres outras demandas).

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA PSICOLOGIA INFANTIL?
Por se sentir acolhida e compreendida no contexto terapêutico, a criança passa a comunicar através do lúdico suas dificuldades emocionais, apresentando melhora significativa em casa e na escola. Além disso, caso a criança permaneça no atendimento com o psicólogo o tempo necessário, terá maiores chances de se tornar um adolescente e, posteriormente, um adulto mais consciente de si e de seus próprios sentimentos e emoções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *